software para home office

A adoção do software para home office tornou-se central na estratégia de muitas empresas, que observaram a necessidade de aderir ao trabalho remoto. Afinal, em meio à crise da covid-19, é necessário manter a segurança e a saúde dos seus colaboradores e garantir a continuidade dos serviços.

Segundo a pesquisa Liderança elaborada pela IT Mídia em meio à crise, 95% dos CIOs acreditam que a intensificação do home office como cultura é um tema em alta.

Já, de acordo com outro estudo da Gartner, aproximadamente metade das companhias pesquisadas relataram que, ao menos, 81% dos colaboradores estão atuando em home office durante a pandemia.

Saiba mais: Como a infraestrutura em nuvem pode ajudar na adaptação ao trabalho remoto? Veja 5 dicas

O cenário indica a importância de aderir ao software para home office para elevar a produtividade dos times, mas os gestores também precisam saber como otimizar esse modelo de trabalho.

7 dicas para melhorar o desempenho com o software para home office

Se a adoção do software para home office é fundamental para organizar a rotina operacional das companhias, identificar como melhorar a performance dele é o passo seguinte para alcançar diferenciais competitivos. Confira como fazer isso!

1. Configurar a infraestrutura conectada

No caso do home office, os gestores devem considerar e avaliar a qualidade de conexão dos usuários, considerando que alguns podem ter uma internet mais lenta devido à região, por exemplo.

Esse mapeamento é um primeiro passo para uma estruturação e configuração adequada da infraestrutura conectada, inclusive buscando alternativas de curto prazo para que os colaboradores possam usufruir corretamente das ferramentas.

2. Reformular os fluxos de trabalho

Dificilmente seus fluxos de trabalho permanecerão idênticos em meio a tantas mudanças e adiantar-se a essas transformações é relevante para a formulação de operações mais eficazes e adequadas ao novo cenário.

Nesse momento, considere o mapeamento da sua rede e a oportunidade para contribuições dos diferentes times.

Leia mais: Conheça os 6 principais desafios na gestão de TI

3. Promover uma cultura de comunicação contínua

No home office, a comunicação dos times fica comprometida e é papel dos gestores colocar todos na mesma página incentivando uma cultura de comunicação contínua.

Isso é importante para que as prioridades sejam as mesmas para as diferentes áreas e profissionais e também para que se atue com um objetivo comum em meio aos maiores desafios na comunicação.

4. Estabelecer uma estrutura de gerenciamento de projetos

Independentemente da pandemia, os projetos não podem ser interrompidos, o que demanda uma estrutura de gerenciamento que considere as novas possibilidades de atuação dos profissionais.

Essa organização também passa a ser mais relevante, exigindo prazos de apresentação e entrega para cada etapa, evitando atrasos, por exemplo.

5. Fazer a migração corretamente para o home office

O software para home office é um importante aliado na migração correta para o trabalho remoto, uma vez que viabiliza a centralização dos processos, comunicação dos times e acesso aos documentos corporativos.

Logo, adotar as tecnologias e soluções apropriadas ao home office é um passo importante para otimizar a atuação dos profissionais e manter a operação.

Saiba também: 5 dicas de como aumentar a produtividade no trabalho com inovação tecnológica

6. Estabelecer políticas para falhas e continuidade de negócios

A própria pandemia, provavelmente, promoveu transformações nos planos de contingência prévios, pois o cenário era, praticamente, imprevisível.

Mas, considerando a nova normalidade, a empresa deve desenvolver uma política para falhas, por exemplo, considerando as maiores vulnerabilidades aos dados corporativos e à necessidade de um processo de armazenamento e acesso mais rígido.

Além disso, um plano de continuidade de negócios é relevante para organizar a atuação não apenas no curto prazo, mas também no longo, avaliando ainda os cenários adversos que podem surgir e os planos de resposta a cada ameaça mapeada.

Leia ainda: Como preparar a TI da sua empresa com plano de continuidade de negócios e recuperação de desastres

7. Escolher um parceiro estratégico

Por fim, a otimização do software para home office e melhor desempenho no trabalho remoto depende da escolha de um parceiro estratégico e de confiança, visto que será incorporada aos processos da empresa uma solução terceirizada.

A add it Cloud Solutions tem 20 anos de experiência disponibilizando diferentes soluções em nuvem, como armazenamento e serviços, além de dispor da solução Virtual Desktop Workspace.

Trata-se de um software para home office que pode ser personalizado às necessidades da empresa, respondendo ao plano de contingência e desastres e promovendo modernização às práticas.

A solução centraliza operações, aplicações e dados da empresa, podendo ser acessada remotamente devido à infraestrutura na nuvem.

Com a experiência e a assistência da add it Cloud Solutions, esse processo pode ocorrer de forma mais ágil e eficiente mesmo em meio à crise.

Quer saber mais? Conheça o Virtual Desktop Workspace aqui!

Tags:

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *